Uma aprendizagem intuitiva e ativa: a utilização de recursos educativos

A aprendizagem é um processo que engloba a aquisição de conhecimentos, valores, atitudes e o desenvolvimento de habilidades e capacidades. Na verdade, as experiências que a criança adquire ao longo da sua vida são fundamentais para o seu desenvolvimento pessoal e socioemocional.

Aprendizagem pela descoberta: o papel da escola e do professor

O processo educativo deve ser estimulante e deve valorizar as características de cada criança para que a aprendizagem seja significativa.  No entanto, o educador/ professor deve ter em consideração o desenvolvimento individual de cada criança, pois cada um desenvolve-se de maneira diferente.

Por esse motivo, cabe às escolas proporcionarem oportunidades para que cada criança desenvolva o máximo das suas capacidades, de forma a evitar que cresça com limitações numa determinada área do conhecimento.

O presente artigo propõe a utilização de alguns recursos educativos que permitem ampliar as possibilidades da criança adquirir novos conhecimentos e desenvolver diferentes habilidades desde os primeiros anos escolares.

Nesse sentido, a utilização de recursos educativos pode contribuir para ampliar essas oportunidades, respeitando, assim, o desenvolvimento cognitivo de cada criança e favorecendo, desta forma, o seu potencial individual. Por isso mesmo, o ensino de diferentes áreas é essencial, pois permite o desenvolvimento de combinações intelectuais individuais, a partir da avaliação sistemática do potencial e da evolução de cada criança.

A sensibilidade de cada educador/ professor para compreender e saber estimular o potencial de cada criança é primordial para uma aprendizagem efetiva. Deste modo, cada criança pode aprender e desenvolver  habilidades e capacidades, desde que seja devidamente considerada e estimulada.

A importância da utilização de recursos educativos

Alguns recursos educativos permitem uma aprendizagem pela descoberta, intuitiva e ativa. Além disso, ajudam a despertar a curiosidade da criança, proporcionando novas experiências e descobertas e possibilitando que a criança seja um sujeito ativo na construção do próprio conhecimento. Neste sentido, a criança desenvolve a capacidade de pensar por si mesma e de aumentar a sua autonomia e autoeficácia na realização de diferentes atividades.

Neste tipo de aprendizagem, o educador/ professor orienta e monitoriza o processo de aprendizagem e fornece as ferramentas e os recursos necessários para que a criança desenvolva o conhecimento por si própria, de forma autónoma e criativa, mas também prazerosa.

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.