O fim das férias escolares: como voltar à rotina do tempo de aulas

As nossas crianças encontram-se, neste momento, em contagem decrescente para o regresso à escola. Por esse motivo, é preciso aproveitar bem os últimos momentos das férias para entrarem com energia, entusiasmo e boa disposição no novo ano letivo.

Tanto os pais como os filhos precisam de se adaptar a uma nova realidade, ou seja, à rotina escolar. Para tal é fundamental que, com a devida antecedência, os pais readaptem as rotinas em casa no final do período de férias, de forma a evitar a resistência das crianças à rotina do tempo escolar.

É essencial que cada criança compreenda a importância de se seguir uma rotina estruturada no período de aulas, de modo que toda a família possa sentir alguma segurança, tranquilidade e harmonia nesta fase.

Como ajudar as crianças a voltarem à rotina escolar

Nesta altura, torna-se imperativo regular o sono das crianças, mas também alterar, se necessário, alguns dos horários e hábitos alimentares e estabelecer algumas regras sobre a utilização do telemóvel, tablets e de outros dispositivos eletrónicos.

Programar previamente o regresso às aulas evita certamente o surgimento de situações de stress e ansiedade. Por isso, é importante explicar às crianças a necessidade da mudança ou reorganização dos hábitos diários ainda neste momento das férias.

Para que a readaptação a uma nova rotina seja pacífica e acolhida com serenidade, a criança deve sentir-se compreendida e apoiada nesta transição difícil para todos.

A escolha e a organização do novo material escolar é, por exemplo, uma boa forma de motivar as crianças para a mudança e ver o reinício do novo ano letivo como um momento de alegria, de reencontro com amigos e professores e de conhecimento de novos colegas e docentes.

Apesar da aproximação do novo ano letivo, ainda há tempo para preparar algumas atividades que proporcionarão a troca de experiências e o reforço dos laços afetivos. Estas ocasiões irão seguramente ajudar as crianças a encarar o fim das férias com normalidade e como incentivo para iniciar as aulas. Nesta fase, conversar calmamente sobre esta transição também é muito importante, pois permite que as crianças partilhem as suas inseguranças, os seus medos e angústias relativamente ao seu regresso à escola.

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados.